WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de atendimento ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Fale Conosco!
Oi, como posso ajudar?

Skip links

Posso transferir os pontos para um motorista que não foi o infrator da multa

Share

É fato que no sistema de frota ocorre a transferência de pontos entre os condutores. Porém, essa prática, que é feita com frequência, pode acarretar em problemas mais sérios, tanto para os motoristas envolvidos quanto para a sua empresa, já que pode ser configurada como crime, conforme a legislação em vigor.

Neste post, você vai entender porque essa atividade pode prejudicar o seu negócio e como contornar a situação da maneira correta.

É possível realizar a transferência de pontos de uma multa?

Sim, é possível. No entanto, isso é recomendado apenas se a situação informada for a que realmente aconteceu, ou seja, se o real condutor do veículo apontado na transferência da pontuação realmente foi o infrator. Nada mais justo, não é mesmo?

Por outro lado, quando utilizada de modo indevido, essa prática pode trazer sérios problemas — que vão muito além da perda de alguns pontos, suspensão da CNH ou uma reciclagem obrigatória no Detran. Exatamente por isso, é muito arriscado transferir multas entre motoristas da frota para que outros tenham condições de dirigir sem ter a pontuação comprometida.

Quais problemas posso ter se transferir pontos indevidamente?

Caso você cometa o ato indevido, ou seja, a falsa indicação de um condutor, poderá responder por um processo por falsidade ideológica que consiste no Art.229 do Código Penal. Quanto à pena, ela muda de acordo com o fato do documento ser público ou particular. Ou seja, se for:

  • particular: de um 1 a 3 anos de reclusão e multa;
  • público: até 5 anos de reclusão e multa.

No caso da indicação falsa de condutor, por ser questão pública, pode acarretar em até 5 anos de reclusão ao réu, além da mancha que poderá ficar na reputação da sua empresa. Sem dúvidas, é uma pena muito pesada e não vale a pena arriscar-se de tal forma apenas para evitar que outro motorista fique incapacitado de dirigir.